Ataque em Burkina Faso deixa 40 mortos e 33 feridos

Publicado em

Agressores não identificados mataram 40 pessoas e feriram outras 33 em um ataque ao exército e às forças de defesa voluntárias no norte de Burkina Faso, informou o governo em comunicado neste domingo (16).

O ataque ocorreu no sábado (15) na aldeia de Aorema, perto da cidade de Ouahigouya, na Região Norte, não muito longe da fronteira com a República do Mali, uma área invadida por grupos islâmicos ligados à Al-Qaeda e ao Estado Islâmico que realizam repetidos ataques há anos.

Não está claro qual grupo realizou o ataque, mas ele ocorreu apenas nove dias após homens armados mataram 44 pessoas nas aldeias de Kourakou e Tondobi, no norte do país da África Ocidental.

Seis soldados e 34 membros de uma força de defesa voluntária foram mortos no ataque de sábado, disse o comunicado.

O governo incentivou os civis a se juntarem às forças de defesa locais para tentar conter oito anos de violência em que milhares de pessoas morreram e milhões foram forçados a fugir de suas casas.

A agitação em Burkina Faso desencadeou dois golpes no ano passado pelos militares, que prometeram retomar o controle do país, mas não conseguiram impedir os ataques.

A agitação na região começou no Mali em 2012, quando islamistas sequestraram uma revolta separatista tuaregue. Desde então, a violência se espalhou para os vizinhos Burkina Faso e Níger e ameaça desestabilizar os países costeiros mais distantes.

*g1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Rihanna, Zuckerberg: Pré-casamento de herdeiro do homem mais rico da Ásia reúne ícones pop, titãs tech e mais

Chefes globais da tecnologia, titãs da indústria, estrelas de...

Na Celac, Lula cita ‘carnificina’ e propõe moção pelo fim do ‘genocídio’ em Gaza

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) propôs nesta sexta-feira...

Soroterapia vira hit nas redes com promessas milagrosas, mas médicos alertam para falta de evidências e riscos graves à saúde

Você já ouviu falar em soroterapia? A suplementação, administrada...