Desrespeito à prevenção da Covid-19 representou 25% das ligações ao 190

Publicado em

De janeiro a maio de 2021, o Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS) registrou 403.933 chamadas ao serviço emergencial 190. As informações sobre desobedecer ou descumprir o decreto governamental, lideraram no período, com mais de 25,8 % telefonemas da população amazonense.

O chefe do Ciops, major da Polícia Militar William Coelho, destaca que após o decreto governamental, o 190 registrou um aumento expressivo nas ligações sobre aglomerações.

“É importante frisar que o atendimento 190 é um serviço 24 horas, e foi verificado que, principalmente em relação ao decreto governamental, a maioria dessas chamadas foi relacionada à questão do descumprimento do decreto, as pessoas estavam denunciando as festas clandestinas”, disse.

Os dados mostram, ainda, que no período da noite o serviço telefônico registrou 35,7% das chamadas, sendo a maior parte das ligações aos domingos. Depois, aparecem as chamadas de desordem e perturbação, com 21%, agressão física, com 11,8%, e roubos, com 7,6%. Suspeitas de tráfico de drogas surgem na sequência com 3,6% das ligações.

O serviço emergencial 190 deve ser acionado em casos emergenciais que exijam a presença das forças policiais. O cidadão deve ligar quando o fato já ocorreu ou quando há suspeitas sobre a conduta de cidadãos no bairro onde mora ou região onde está.

Trotes 

Só de ligações falsas, os conhecidos trotes, o serviço de 190 recebeu 12,1% dos acionamentos no período. As ligações classificadas como “engano” somaram outros 11,5%.

Passível de multa e prisão por até oito anos, o trote é crime previsto no Código Penal Brasileiro. Gera prejuízos ao sistema de Segurança, desperdiçando horas de trabalho e, em alguns casos, gerando até o deslocamento de policiais para locais onde não há ocorrência.

“De 400 mil chamadas, 12% foram trotes, então quando você faz o trote, acaba tirando a oportunidade de outra pessoa comunicar um crime, acionar um socorro ou uma ocorrência aos bombeiros. Quem faz isso, impede a comunicação da vítima com a polícia”, explicou o major.

*Com Informações da Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Mais de 50 mortos por inundações no oeste do Afeganistão

Inundações repentinas no oeste do Afeganistão mataram pelo menos 50 pessoas nas...

Operações policiais matam 17 pessoas por dia no Brasil, mostra Mapa da Segurança Pública

Operações policiais realizadas no Brasil ao longo do ano passado...

Lista de prioridades para receber a restituição do IR 2024 muda após cheias no RS

O primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2024 começa...
%d blogueiros gostam disto: