Governo do Estado reassenta mais 34 famílias beneficiárias do Prosamin+, nas comunidades da Sharp e Manaus 2000

Publicado em

O Governo do Amazonas reassentou, nesta terça-feira (17/10), mais 34 famílias das comunidades da Sharp e Manaus 2000, beneficiárias do Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+). As soluções de moradia do Prosamin+ integram uma das linhas de atendimento do Amazonas Meu Lar, maior programa de habitação do Estado, lançado pelo Governo do Estado.

Os pagamentos aos beneficiários foram realizados na sede da Superintendência Estadual de Habitação (Suhab), na Avenida Ephigênio Salles, bairro Aleixo. As famílias receberam o benefício de indenização, sendo uma solução de moradia definitiva do Prosamin+. O recurso investido pelo Governo do Amazonas para esse pagamento é de R$ 836.057,79.

De acordo com o diretor-presidente da Suhab, Jivago Castro, os atendimentos às famílias do Prosamin+, com as soluções de moradia, continuam, à medida em que as obras avançam. “Vamos continuar trabalhando para reassentar as famílias das áreas de risco de alagação, antes do próximo ‘inverno amazônico’, conforme determinação do governador Wilson Lima. Já ultrapassamos a marca de mil soluções entregues pelo Prosamin+ e o objetivo é avançar ainda mais”, destaca.

O Prosamin+ é executado pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb). Conforme o secretário da Sedurb, Marcellus Campêlo, o reassentamento das famílias é importante para o avanço das obras.

“Em um ano, o programa já ultrapassou a marca de 1,1 mil famílias reassentadas nas duas comunidades, em torno de 5,5 mil pessoas. Além disso, também está avançando bastante com as obras de urbanização, nas comunidades da Sharp e Manaus 2000”, afirmou.

Prosamin+

Além de promover o saneamento básico e a urbanização, o Prosamin+ contribui com a retirada das pessoas das áreas de risco, evitando que, em época de chuva, fiquem vulneráveis.

Ao longo dos seis anos de execução, o programa irá reassentar 2.383 famílias, de uma área de 340 mil m² ao longo do Igarapé do Quarenta, num trecho entre a avenida Manaus 2000, no Japiim, zona sul, e a Comunidade da Sharp, no bairro Armando Mendes, zona leste. As famílias contempladas no processo de reassentamento estão cadastradas desde 2020, quando iniciaram os trabalhos nas áreas.

O programa é financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), sendo prioridade os reassentamentos das famílias que estão na faixa de alagação e em situação de risco, nos locais de intervenção das obras.

*Com informações da Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Relator apresenta 3 sugestões para acabar com reeleição e criar mandato de 5 anos

BRASÍLIA – O senador Marcelo Castro (MDB-PI), relator do...

Filho suspeito de matar mãe espancada é encontrado morto em fazenda

Guilherme Roberto Otaviani Grasse, de 29 anos, foi encontrado...

Agências funerárias da Rússia não aceitam transportar corpo de Navalny, diz porta-voz; funeral será na sexta

Agências funerárias da Rússia estão se recusando a fornecer um carro...