Ministra do Turismo e mais 5 deputados vão à Justiça para sair do União Brasil sem perder o mandato

Publicado em

A ministra do Turismo, Daniela Carneiro, e outros cinco parlamentares da bancada do União Brasil no Rio de Janeiro pediram para deixar a sigla à Justiça Eleitoral. Os parlamentares entraram com um pedido de desfiliação partidária, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na quinta-feira (6), sob o argumento de “assédio” por parte da direção nacional.

No pedido, os parlamentares dizem que, já pensando na realização das convenções municipais, tentaram fazer a filiação de eleitores visando o fortalecimento da sigla no Rio de Janeiro, mas foram surpreendidos com o bloqueio de senhas do diretório estadual.

“A medida [de bloqueio de senhas] imposta pelo Presidente Luciano Bivar e seu Vice, Antônio Rueda, não passou por consulta à direção nacional, da qual também faz parte o secretário-geral (…) Cumpre repisar que o arbitrário impede a formação e consolidação das bases do partido no estado, bem como qualquer iniciativa dirigida à preparação para as eleições municipais (2024) e geral (2026)”, dizem os parlamentares.

Assinam a ação:

  1. Daniela Carneiro
  2. Chiquinho Brazão
  3. Juninho do Pneu
  4. Marcos Soares
  5. Ricardo Abrão
  6. Dani Cunha

Na ação, os parlamentares também pediram que as desfiliações sejam acompanhadas de decisão pela perda de parte do tempo de TV e do fundo partidário do União Brasil.

E citam que foram insultados e ameaçados, com frases como: “tomara que saia do partido”, “ninguém presta”, “prefiro começar o partido do zero no Rio” e “vou expulsar fulano”.

Os parlamentares também acusam os dirigentes de querer constituir apenas “comissões provisórias formadas por aqueles que lhe forem submissos, visando obter o controle absoluto do Partido.”

No TSE, o processo foi remetido ao gabinete do ministro Ricardo Lewandowski, que se aposenta nesta terça-feira (11).

Ao ser questionado se Daniela Carneiro corria o risco de perder a pasta do Turismo, o ministro do Desenvolvimento, Wellington Dias (PT), afirmou que “a composição do governo depende de entendimento entre líderes e partidos”.

*G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Usuários de aplicativos de mensagens são adicionados a grupos e recebem propagandas de jogos de azar

Usuários de aplicativos de mensagens reclamam que são adicionados...

São Paulo terá fim de semana frio e nublado; veja previsão

O fim de semana na cidade de São Paulo...

Clube rival do Mirassol coloca música de Iza para provocar Yuri Lima em partida

Durante o intervalo da partida entre Ponte Preta e...

PF vai fazer varredura em aparelhos de Ramagem em busca de mais gravações de Bolsonaro

As equipes da PF (Polícia Federal) vão fazer uma...
%d blogueiros gostam disto: