Morre adolescente indígena estuprada e afogada em lama na fronteira entre o Brasil e a Guiana Francesa

Publicado em

A indígena de 15 anos que foi jogada numa área de pântano, estuprada e afogada na lama, no município de Oiapoque, no extremo norte do Brasil, na última quarta-feira (13) morreu na madrugada deste domingo (17) após 4 dias internada em estado grave .

A notícia foi confirmada através de nota do Conselho de Caciques. O acusado Cláudio Roberto da Silva Ferreira, de 43 anos, teve a prisão preventiva decretada na quinta-feira (14).

Após ingerir muita lama a vítima contraiu uma infecção pulmonar e foi intubada no hospital do município de Oiapoque, pela gravidade do caso a menina foi transferida para a Guiana Francesa, onde estava em tratamento.

Em um áudio compartilhado nas redes sociais o avó da adolescente, bastante abalado, informa ao povo Karipuna sobre a morte da neta. Em um dos trechos ele diz “Comunico a todos que infelizmente a minha neta veio a óbito.”

Relembre o caso

Uma menina indígena de 15 anos foi jogada numa área de pântano, estuprada e afogada na lama, no município de Oiapoque, no extremo norte do Brasil, na quarta-feira (13). O acusado foi identificado como Cláudio Roberto da Silva Ferreira, de 43 anos. Ele foi preso.

Vídeos de câmeras de segurança mostram a menina saindo da área onde foi violentada toda coberta de lama e passando mal. Imagens de outro ponto da cidade mostram o homem também coberto de lama lavando as pernas e pés.

O delegado Charles Corrêa, da Polícia Civil em Oiapoque, confirmou os vídeos e fotos do caso e deu detalhes da prisão.

“O sujeito agarrou a vítima, a jogou no pântano, estuprou e tentou matar a vítima após o estupro. Ele afogou a vítima e ela ingeriu muita lama. Fomos ao hospital, e 20 minutos após o ocorrido, ela estava vomitando muita lama. Retornamos agora à tarde, e ela está com uma infecção pulmonar confirmada. O médico disse que ela corre risco [de vida] sim”, descreveu o delegado.

O delegado informou que após tomar conhecimento sobre o fato, iniciou as investigações e a partir das imagens de câmeras de segurança foi possível identificar o autor, que já possuía outra passagem pela polícia por estupro no ano passado.

“Juntamente com a Polícia Militar, conseguimos identificar o autor conversando com o dono de um barco, que afirmou que esse sujeito, logo após o fato, entrou num barco de pesca e foi embora para pescar no oceano. A gente conseguiu mobilizar um barco”, disse o delegado.

O crime, segundo a Polícia Civil, aconteceu por volta das 7h40 da manhã, numa área de ponte de Oiapoque. Após o crime, o autor teria entrado em uma embarcação de pesca e tentava fugir em direção ao Oceano Atlântico, pela costa amapaense.

Após a identificação do acusado por imagens de câmeras de segurança as polícias Militar e Civil iniciaram as buscas e conseguiram fazer a prisão.

*Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Lesa Pátria: PF prende três e faz buscas em sete estados e no DF para identificar financiadores dos atos golpistas

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (29) 34 mandados,...

AGU também quer anular lei do AM que proíbe crianças na Parada LGBT+

MANAUS – A AGU (Advocacia-Geral da União) pediu ao...

PF deflagra operação em Manaus contra fraude no INSS com uso de laudos médicos falsos

MANAUS – A Polícia Federal deflagrou na manhã desta...