Por que não se deve colocar colchão e travesseiro no sol: veja o jeito certo de higienizar

Publicado em

Colchões e travesseiros ficam com cheiros desagradáveis e manchas de suor ao longo do tempo e, portanto, a limpeza precisa ser feita com frequência. O problema é: como fazer isso sem estragar o produto?

O primeiro passo é entender que a manutenção do colchão é mais do que apenas limpar uma vez por mês. Envolve:

  • Arejar o objeto com frequência
  • Não arrumar a cama logo que acordar
  • Nunca usar água para fazer a limpeza (para o travesseiro, há exceções)
  • Nunca colocá-los no sol

Saiba mais na reportagem abaixo.

☀️🚫 Nada de sol

Apesar da crença popular de que deixar o colchão e o travesseiro no sol pode ajudar na limpeza, é comprovado que a ação tem o efeito contrário. Isso porque o raio de sol atinge apenas a superfície do objeto e não consegue esquentar o interior do objeto.

“O calor do sol não é suficiente para matar os ácaros dentro do colchão ou travesseiro e pode fazer justamente o oposto, ajudando na sua proliferação”, afirma Mayara Lorena, médica especialista em alergia e imunologia pela Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI).

Os ácaros são animais microscópicos, responsáveis por grande parte das doenças respiratórias no Brasil, como rinite e asma.

💧🚫 Nada de água no colchão

O primeiro ponto é que não se pode lavar nenhum colchão com água, tanto para não prejudicar a vida útil do produto como para evitar problemas de saúde.

“Não é recomendado usar esse tipo de limpeza líquida porque pode danificar as espumas, a parte interna do colchão”, afirma Márcio Rosa Trevisan, gerente comercial da Copel.

“O colchão não seca totalmente. Dentro, ele fica úmido, o que leva a uma maior proliferação de ácaros”, diz a médica Mayara Lorena.

Os especialistas indicam, no lugar disso, limpar o colchão com um aspirador de pó – de preferência com tecnologia de filtro HEPA, que têm alta eficiência na retenção de partículas – no dia da faxina da casa.

Outra coisa que o consumidor pode estar fazendo “errado” é arrumar a cama logo após levantar. “Depois de acordar, é preciso deixar a cama desfeita, com janelas abertas e ambiente bem arejado, para secar o suor”, ensina Lorena.

“O ideal é tirar a roupa de cama a cada duas semanas e deixar respirando o dia todo, com a janela aberta”, completa Trevisan.

  • Lavagem de travesseiro: quando pode?

Diferente dos colchões, travesseiros feitos com alguns materiais podem ser lavados com água e até colocados na máquina de lavar. Mas é preciso ficar bem atento à especificação da etiqueta do produto.

Márcio Trevisan, da Copel, exemplifica qual é o tipo de limpeza certa para cada material.

  • Fibras de poliéster: podem ser lavados normalmente na máquina.
  • Espuma natural: feitos de látex. Podem ser lavados normalmente e depois secos na sombra.
  • Espumas sintéticas: não podem ser lavados, senão estragam. Costumam ser de poliuretano ou de visco – como aqueles “travesseiros da Nasa”.
  • Penas: só podem ser lavados a seco, em lavanderias, senão podem ficar com cheiro ruim.

A alergista Mayara Lorena também faz um alerta: “De preferência, o travesseiro só pode ser lavado em casa se tiver uma máquina de secar, para garantir que não vai ficar úmido. Se não, é melhor levar em lavanderia”.

Misturinhas contra manchas? Nem pensar

As misturinhas são muito buscadas quando o colchão começa a acumular manchas ou cheiros desagradáveis. O vinagre e o bicarbonato de sódio são escolhas populares para lidar com isso.

Mas, como mencionado, não é indicado usar água ou qualquer líquido, já que o colchão não seca completamente. “O vinagre é úmido, por isso não tem como ter certeza de que vai secar. Não há orientação médica para que isso seja usado”, explica Lorena.

Além disso, o vinagre e outros produtos de limpeza também podem danificar o colchão. “Nenhum produto abrasivo ou a base de álcool pode ser usado sobre o colchão”, diz Lucas Gaiola, engenheiro químico da BF Colchões.

“A espuma é feita por um processo químico e este tipo de produto pode prejudicar a durabilidade. O álcool, por exemplo, irá quebrar as células e corroer a espuma, prejudicando a estrutura de sustentação”, explica Gaiola.

Já o bicarbonato pode ser usado, desde que em pó e completamente puro. “Ele pode ser uma forma de fazer uma limpeza a seco: você coloca um pouco de bicarbonato na superfície e depois aspira”, sugere a médica.

“O problema é quando a pessoa mistura com sabão em pó, spray de limpeza, desinfetante, entre outros, porque você não consegue retirar completamente essas substâncias, que podem se tornar um irritante alérgico”, completa ela.

“Para evitar manchas, o melhor de tudo é usar um protetor de colchão impermeável, por baixo do lençol”, acrescenta Trevisan. “E, quando chega no nível de ter muito cheiro de suor, recomendo trocar”, finaliza.

Segundo as orientações da ASBAI, o uso de protetores de colchão e de travesseiros é indicado desde a compra de um novo produto, pois ajuda a manter o objeto limpo e diminuir reações alérgicas.

*g1 / Foto: Cottonbro Studio/Pexels

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Ex-campeão do UFC nocauteia no Karate Combat e desafia Lyoto

Luke Rockhold não sabia o que era uma vitória...

Jokic ofusca LeBron, e Nuggets batem Lakers em primeiro duelo dos playoffs

O Denver Nuggets largou à frente e garantiu a...

Max Verstappen vence GP da China de F1 pela primeira vez

Depois de levar a melhor na corrida sprint do...

Câmara dos EUA dá 1 ano para TikTok ser vendido ou rede será banida

SÃO PAULO – Não foi só a um robusto...
%d blogueiros gostam disto: