Rogério Ceni detona a atuação do São Paulo: ‘Uma das piores partidas que fizemos’

Publicado em

O técnico Rogério Ceni não gostou nada da atuação do São Paulo no empate sem gols diante do Ituano nesta terça-feira (11), no Morumbi. Bastante franco, o treinador disse que deu tudo errado no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil e não poupou críticas à apresentação de seus comandados.

“Com relação ao jogo, foi uma das piores partidas que fizemos. Tivemos outros resultados que frustramos a torcida, mas neste jogo fizemos um segundo tempo bastante desorganizado, fora do que a gente trabalha todos os dias. Não tivemos organização, criamos poucas oportunidades claras”, avaliou o técnico. “Vergonhoso para mim ver o time do segundo tempo, com erros de passes assustadores, o que não é nosso padrão.”

A equipe passou grande parte da partida apelando aos ‘chuveirinhos’. Foram mais de 50 cruzamentos sem sucesso à área do Ituano. “Ficamos na maioria do tempo dando cruzamentos e tentando bolas em rebotes. Foram poucas jogadas criadas, um jogo muito abaixo do que foi o segundo tempo com Tigre na Argentina (superou os argentinos por 2 a 0 na Copa Sul-Americana). Não podemos dar desculpas, sabemos que seria um time com linha baixa e o São Paulo não conseguiu criar, não soube jogar entre as linhas, por isso o resultado não veio, culpa exclusivamente nossa.”

Depois de atuar no Paulistão com linha de quatro, Ceni surpreendeu ao mandar três defensores no Morumbi, mesmo necessitando ganhar. Ele acabou “perdendo” 45 minutos e jogou a culpa nos desfalques de Igor Vinícius e Welington.

“Já vinha treinando com três zagueiros, aproveitamos os 20 dias livres para fazer um esquema com Beraldo, por ele ser canhoto. No segundo tempo a gente desfez para tentar ter mais um homem na frente para jogar por dentro e tentar. Mesmo assim não conseguimos levar tanto perigo ao gol”, admitiu. “Quando o adversário se fecha, protege o meio, é natural jogar pelos lados. Com Welington e Vinícius fora, a gente precisou improvisar. Rafinha em linha de quatro vai muito bem, em três não tem mais a chegada ao fundo, dificulta.”

O duelo está aberto, mas o São Paulo precisará aprender a superar a defesa do Ituano. Em duas partidas contra o time do interior, ambas terminaram no 0 a 0. “Nosso primeiro 0 a 0 no ano foi contra o Ituano, mas naquele jogo criamos bastante, nesse involuímos, foi bem pior do que aquela vez.” Na visão do treinador, o elenco do São Paulo é bom, mas as lesões graves estão atrapalhando.

EM PAZ COM O ELENCO

O técnico ainda fez questão de frisar que o clima com o grupo é o melhor possível e garantiu que não há mais nada de errado com o atacante Marcos Paulo, que havia curtido um post que criticava o treinador.

O clima entre mim e os atletas é muito bom. Trabalho com eles todos os dias. Sobre o Marcos Paulo, o que foge da normalidade é a postagem dele na internet. Fora isso não tem nada de anormal. Eu converso com o jogador dentro de campo sempre com respeito”, disse.

“Trabalho todos os dias com ele, é um bom menino, não tenho problema nenhum em trabalhar com ele todos os dias”, garantiu. “Ele entrou no último jogo, entendo quando fica chateado, mas se expressar pela internet é a única anormalidade que existe. Ou você acha que não existe cobrança entre treinadores e jogadores? Para mim isso é um assunto encerrado, não tem absolutamente nenhum atrito.”

*R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Força-tarefa localiza esconderijo usado por detentos em Mossoró

A força-tarefa que tenta localizar dois detentos que fugiram...

Municípios no AM recebem de R$ 23 a R$ 95 mil por exploração mineral

Municípios no Amazonas ganham mensalmente de R$ 23 a...

Bolsonaro volta à Paulista sob cerco do STF para exibir apoio de massa

Quase dois anos e meio após proferir os ataques...

Sobe para 5 número de mortes em investigação por Dengue no AM, aponta Ministério da Saúde

Subiu para cinco o número de mortes em investigação...