Senadores lutam para finalizar acordo sobre pacote de infraestrutura nos EUA

Publicado em

Parlamentares pressionaram para finalizar um acordo para a área infraestrutura nos Estados Unidos neste domingo e, assim, conseguir apoio suficiente dos republicanos para avançar o projeto de lei em uma votação no Senado no início desta semana.

Os senadores do Partido Republicano bloquearam os esforços dos democratas para começar a consideração do projeto de infraestrutura de cerca de US$ 1 trilhão na quarta-feira, dizendo que grande parte do pacote permanecia sem solução.

Os legisladores de um grupo bipartidário que elaborou o pacote disseram no final da semana passada que esperavam terminar a tempo de reverter o resultado em uma segunda votação nos próximos dias.

Um grupo de 11 senadores republicanos escreveu ao líder da maioria no Senado, Chuck Schumer (democratas, Nova York) na semana passada, dizendo que votariam para iniciar o debate sobre o projeto, desde que as principais questões fossem resolvidas e seu custo oficial fosse estimado. Se todos os democratas também apoiarem a legislação, isso permitiria que ela ultrapassasse o limite de 60 votos.

“Não estou procurando um projeto de lei perfeito na segunda-feira, mas estou procurando o suficiente para que possamos seguir em frente e chegar a um processo de emenda. Espero que isso aconteça”, disse o senador Kevin Cramer, que assinou a carta dos republicanos.

Avançar na medida de infraestrutura é uma tarefa complicada na construção de coalizões. Os principais democratas esperam obter o apoio republicano para um projeto de infraestrutura bipartidário. Ao mesmo tempo, eles estão tentando unificar os democratas em torno de um segundo pacote que inclui gastos adicionais com saúde, educação e creche, aos quais os republicanos se opõem.

Os democratas liberais vincularam seu apoio ao projeto de infraestrutura bipartidário a um pacote separado de US$ 3,5 trilhões de provisões para cuidados infantis, educação, saúde e clima, que deve ser aprovada apenas com votos democratas. Alguns democratas – principalmente os senadores Joe Manchin, da Virgínia Ocidental, e Kyrsten Sinema do Arizona, ainda não concordaram com esse plano de gastos mais amplo.

A perspectiva de mais de US$ 4 trilhões em gastos combinados alarmou os republicanos conservadores, alguns dos quais prometeram votar contra o projeto de infraestrutura porque temem que ele possibilite as metas de gastos mais amplas dos democratas.

*Estadão Conteúdos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Ferrari mostra primeiras imagens de macacão azul para o GP de Miami

Como já revelado pela Ferrari, a escuderia adotará uma...

Aniversário de Barcelos tem shows de Barões da Pisadinha, Zé Vaqueiro e Davi Sacer

O 266º aniversário do município de Barcelos, no interior...

Nadal coloca em dúvida disputar Roland Garros: “Não vou jogar em Paris como estou hoje”

Na véspera de estrear no Masters 1000 de Madri,...
%d blogueiros gostam disto: