Terra 92 | MCU Dependência? O que nos mostra o final de Loki e o filme da Viúva Negra

Publicado em

A série do Loki chegou ao fim e com ela várias perguntas ficaram no ar, o filme da Viúva Negra estreou e já faturou mais de U$ 200 milhões de bilheteria mundo afora. Mas será que as séries da Marvel e seus filmes são bons mesmo? Será que não vivemos uma MCU (Marvel Cinematic Universe) dependência? Esta semana James Gunn, diretor de Esquadrão Suicida da DC e do futuro Guardiões da Galáxia 3 pela Marvel, disse que está cansado dos filmes de herói…será que ele está certo? Bom, vamos falar um pouco mais sobre tudo isso na Terra 92 desta semana, e lembrando, vamos ter muitos SPOILERS das séries e dos filmes, então se você não viu Loki ou Viúva Negra, veja e volte aqui, se viu, aproveite a leitura!

OS FINS JUSTIFICAM OS MEIOS?

Homem de Ferro, 2008. Imagem: Marvel Studios

Desde o primeiro Homem de Ferro, lá de 2008, a Marvel vem costurando seu universo compartilhado, isso quer dizer que todos os filmes de alguma forma estão ligados e vimos isto se concretizar com o primeiro filme dos Vingadores em 2012, onde vimos na telona a formação de uma super equipe que reuniu vários heróis que já haviam tido seus filmes anteriormente, vimos também o primeiro vislumbre de uma ameaça maior, o vilão Thanos, que permearia todos os filmes subsequentes da Marvel até a apoteose de Vingadores: Ultimato, onde finalmente, depois de 23 filmes e 11 anos vimos todos os herois na tela em uma batalha épica, fechando assim a Saga do Infinito que encerrou as fases 1, 2 e 3 da Marvel no cinema (ainda teve o filme do Homem-Aranha: Longe de Casa).

Vingadores, 2012. Imagem: Marvel Studios

Mas vejam só, as 3 primeiras fases da Marvel tiveram 23 filmes ao longo de 11 anos! E dentre estes tivemos alguns filmes de qualidade discutível como Homem de Ferro 2 e 3, Thor 1 e 2, Homem-Formiga, Capitã Marvel (que eu acho até bem legal, mas faltou um desenvolvimento melhor). Só que quase ninguém pára pra pensar ou analisar estes filmes por que eles foram meios que justificaram o fim. Parece uma grande série, onde existe a trama principal e alguns episódios são chamados de ‘fillers’ que estão ali só pra encher linguiça ou acrescentar um elemento ou outro à trama. O que importa sempre é o que vem a seguir…tal filme é ruim? Tem furo de roteiro? Falta desenvolvimento? Who cares? O importante é sempre o que vem aí, no outro filme eles explicam, no outro filme eles consertam…ou não, o importante é o desfecho da grande trama!

MAIS DO MESMO?

Wandavision inaugura a fase 4 do MCU. Imagem: Marvel Studios

Com a chegada da fase 4 do MCU, as estreias das séries do Disney Plus e agora com o lançamento do filme da Viúva Negra, parece que estamos vendo a fórmula se repetir. As séries da Marvel são na verdade grandes filmes divididos em vários episódios de 45 minutos.

são na verdade grandes filmes divididos em vários episódios de 45 minutos.

Wandavision inaugurou uma nova maneira da Marvel contar histórias, inovou no formato ao homenagear as sitcoms de antigamente, criou muita expectativa (Mefisto, Pietro, etc.) mas ao final serviu apenas para introduzir Monica Rambeau como Espectro e finalmente vermos Wanda se chamar Feiticeira Escarlate. Falcão e o Soldado Invernal apenas introduziu Sam como Capitão América e agora temos…Loki.

Loki. Imagem: Marvel Studios

Das séries já lançadas, Loki definitivamente é a que dá o start na fase 4 do MCU. Ela nos apresentou à TVA (Time Variance Authority), uma espécie de polícia do tempo que protege a ‘linha temporal sagrada’, nos apresentou o conceito de multiverso e suas variantes e o mais importante…nos apresentou a futura ameaça desta nova fase…o vilão Kang, o Conquistador…ou  ‘Aquele que Permanece’!

Uau! Que legal!

– Mas peraí…e o Loki?

O que é que tem?           

– O que acontece com o Loki?

– Ah, sei lá…você não leu o que eu escrevi lá em cima? O futuro do MCU…o novo VILÃO…

– Mas a série não é do Loki?

– É, ué? Ele tá lá, tem a Sylvie, tem o jacarezinho Loki…mas o multiverso é o que importa! O novo filme do Homem-Aranha, o Doutor Estranho e o Multiverso da Loucura! Multiverso, saca? 

– Sei…

Você em algum momento desta mais de uma década de filmes e agora séries, já se reconheceu neste diálogo, seja com Loki ou qualquer outro filme da Marvel? Pois é…o MCU é algo sensacional, sem precedentes…e longe de mim criticar, eu adoro a fórmula, é como se eu estivesse lendo um grande arco nos quadrinhos, só que agora em live action, como eu sonhava quando era criança. Mas como fã, devo dizer que sim, algumas coisas deixam a desejar.

Loki e Sylvie, sua adorável variante. Imagem: Marvel Studios

Loki vinha se desenvolvendo super bem, a gente estava vendo a redenção definitiva do vilão para se tornar o anti herói, seu relacionamento com a Sylvie (ou seria consigo mesmo? Fica o questionamento), até que no último episódio tivemos a quebra e tudo se resumiu a servir ao propósito de apresentar o futuro do MCU e seu novo vilão, ficando Loki e Sylvie como meros expectadores do quase monólogo do ‘Aquele que Permanece’. Ainda bem que foi anunciada a segunda temporada, só que antes o multiverso estará presente em Homem-Aranha: Sem Volta Pra Casa, Doutor Estranho e o Multiverso da Loucura, Kang foi confirmado em Homem-Formiga: Quantumania, talvez Loki apareça em algum destes filmes…enfim.

Yelena Belova, a nova Viúva Negra: Imagem: Marvel Studios

O filme da Viúva Negra sofre do mesmo mal de ser um meio para o fim, só que este meio chegou depois do fim (Confuso, hein?). Mas vamos lá, a Viúva já merecia um filme solo por tudo o que ela representa no MCU. O filme apesar de ser muito bom, poderia ter uma trama mais fechada e centrada na Viúva Negra, uma aventura de espionagem e ação como Missão Impossível, Identidade Bourne e etc. Ele até começa assim e nos apresenta um ótimo vilão, o Treinador, mas do meio pra frente se transforma em um filme padrão Marvel, com helicarrier caindo do céu e ação grandiosa e desmedida. No final fica um pouco o sabor de que o filme só serviu para introduzir a nova Viúva Negra do MCU, Yelena Belova.

FUTURO DO MCU

Kevin Feige, a mente por trás do MCU. Imagem: Marvel Studios

A Marvel, Kevin Feige e sua equipe, precisam tentar parar de nutrir o vício que eles mesmos criaram nos seus consumidores. Quebrar um pouco a fórmula, fazer mais séries e filmes com boas e marcantes histórias, sem deixar de ao longo do caminho, introduzir novos personagens e novos elementos que estejam ligados à uma trama principal. Ao contrário de James Gunn, eu não estou cansado dos filmes de heróis, pelo contrário, eu quero é mais…mas o ‘mais’ com qualidade e relevância que estes super heróis merecem!

E aí? Concordam ou não com esta análise? Deixe seu comentário. Ah, em breve teremos uma grande novidade, o Terra 92 CAST, o podcast do Multiverso da Nerdice! Fiquem ligados e até semana que vem com mais um Terra 92. Stay Safe!         

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Ferrari mostra primeiras imagens de macacão azul para o GP de Miami

Como já revelado pela Ferrari, a escuderia adotará uma...

Aniversário de Barcelos tem shows de Barões da Pisadinha, Zé Vaqueiro e Davi Sacer

O 266º aniversário do município de Barcelos, no interior...

Nadal coloca em dúvida disputar Roland Garros: “Não vou jogar em Paris como estou hoje”

Na véspera de estrear no Masters 1000 de Madri,...
%d blogueiros gostam disto: