Vacina bivalente: Saúde do Amazonas amplia público-alvo para dose de reforço contra a Covid-19

Publicado em

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), instituição vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), ampliou o público-alvo da vacinação bivalente contra a Covid-19 para quem tem entre 12 e 59 anos ou mais com comorbidades.

Entre as comorbidades incluídas nessa ampliação estão pessoas com diabetes, hipertensão, insuficiência cardíaca, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas e arritmias cardíacas. A ampliação consta em Nota Informativa disponível em: https://bit.ly/3KlFTsf .

A dose da vacina será disponibilizada às pessoas que se encaixem no quadro de comorbidades incluídas no grupo prioritário para a dose de reforço e apresentarem, pelo menos, o esquema primário de duas doses com vacinas monovalentes.

A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), Tatyana Amorim, reitera a importância da atualização do esquema vacinal, principalmente, para quem ainda não foi vacinado com doses de reforço.

“É de extrema importância que aqueles que ainda não se vacinaram procurem uma unidade de saúde para regularizar seu esquema vacinal”, ressalta Tatyana.

A dose de reforço com bivalente a quem não está no grupo prioritário será realizada com a vacina monovalente disponível nos postos de vacinação coordenados pelas secretarias municipais de saúde de cada um dos 62 municípios.

Vacina bivalente

A vacina bivalente contra a Covid-19 é a continuidade da resposta protetora da vacinação para a prevenção da doença sintomática e formas graves das novas variantes da Ômicron. Como dose de reforço, a vacinação com dose da bivalente contra a Covid-19 previne a evolução de desfechos graves pela doença, como hospitalização e óbito.

O esquema vacinal para os grupos prioritários é de uma dose de vacina bivalente (reforço) para as pessoas, com 12 anos ou mais, que apresentarem, pelo menos, o esquema primário de duas doses com vacinas monovalentes.

Quem não faz parte dos grupos prioritários deve concluir a imunização com doses monovalentes.  O intervalo para doses de reforço com vacinas bivalentes será a partir de 4 meses da última dose de reforço ou do esquema primário com monovalentes.

Quem pode tomar a bivalente

Os grupos prioritários são:

Pessoas com idade de 12 anos a 59 anos com comorbidades, pessoas a partir de 60 anos ou mais; pessoas vivendo em instituições de longa permanência, como asilos, com idade a partir de 12 anos, abrigados e trabalhadores destas instituições; imunocomprometidos; comunidade indígenas, ribeirinhas e quilombolas; gestantes e puérperas; trabalhadores da saúde, pessoas com deficiência permanente (a partir de 12 anos de idade), população privada de liberdade e adolescentes em medidas socioeducativas; e funcionários do Sistema de Privação de Liberdade.

*Com informações da Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Relator apresenta 3 sugestões para acabar com reeleição e criar mandato de 5 anos

BRASÍLIA – O senador Marcelo Castro (MDB-PI), relator do...

Filho suspeito de matar mãe espancada é encontrado morto em fazenda

Guilherme Roberto Otaviani Grasse, de 29 anos, foi encontrado...

Agências funerárias da Rússia não aceitam transportar corpo de Navalny, diz porta-voz; funeral será na sexta

Agências funerárias da Rússia estão se recusando a fornecer um carro...