Free Porn
xbporn

Após greve de professores, Amazonas se prepara para retomar aulas on-line

Publicado em

O governador Wilson Lima (UB) anunciou que deverá retomar aulas on-line para evitar que o calendário escolar seja atrasado por conta da greve dos professores que iniciou na última quarta-feira (17). A última vez que o instrumento foi utilizado foi durante a pandemia de covid-19. 

Wilson Lima, porém, não detalhou como vai implementar a medida. Ele prometeu pormenorizar a estratégia nesta sexta-feira (26) através de nota à imprensa. 

“Amanhã divulgamos a nossa estratégia para que essa alunos não fiquem prejudicados e para que eles possam começar a partir de segunda-feira já ter as suas aulas respostas. Durante a pandemia, o Amazonas conseguiu fazer com que os alunos não ficassem desamparados”, declarou em entrevista concedida na manhã desta quinta-feira (25) à rádio Rios FM.

Segundo o governador, a mesa de negociação com os professores está aberta desde que exista uma sinalização do sindicato no sentido de não prejudicar os alunos. 

“O estado tem as suas limitações orçamentárias. Por outro lado, entendemos a necessidade de valorizar os profissionais de educação. A mesa de negociação está aberta, sempre esteve com o estado. Na última reunião com o sindicato apresentamos uma proposta de 8% que está dentro da nossa realidade”, declarou. 

Como forma de encerrar a greve, o governador sinalizou com a possibilidade de abonar as faltas dos professores e também negociar na Justiça a multa por descumprimento da decisão que considerou a greve ilegal. 

No dia 15, o desembargador Domingos Chalub, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), atendeu uma ação civil pública do Governo do Amazonas proibindo os professores da Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc) de iniciarem a greve. 

A decisão impôs ao Sinteam, multa diária de R$ 30 mil enquanto durar a paralisação. Na ação, o Estado argumentou que o número de professores na assembleia geral da categoria é “ínfimo” em relação ao universo de mais de 30 mil associados ao sindicato, o que, segundo o autor da ação, tornaria ilegítima a decisão pela greve.

O Sinteam quer reajuste salarial de 25%. O sindicato rejeitou a proposta de 8% feita pelo governador em assembleia geral na segunda-feira (22).

O Sindicato dos professores questionou a afirmação  do governo de que houve queda de arrecadação este ano, argumentando que  o Estado bateu todo os recordes de arrecadação no ano passado.

Contraponto

A presidente do Sindicato dos Professores do Amazonas (Sinteam), Ana Cristina, afirmou que o governo do Amazonas aposta no cansaço da classe para desmobilizar os profissionais da greve que nesta quinta-feira (25) completa nove dias. 

“Infelizmente, o governo está apostando na desmobilização e no cansaço da nossa categoria. Precisamos nos manter firmes, se recuamos agora teremos anos muito difíceis”, disse a professora. 

Ana Cristina contou que se reuniu com a comissão de educação da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) nesta quinta-feira para verificar a realização de uma nova reunião com o governo do Amazonas para tratar sobre as demandas da classe.

Contudo, segundo Cristina, o governo continua irredutível, condicionando a volta à mesa de negociação à suspensão da greve.  

“Mas a categoria em todos os municípios, inclusive Manaus não aceita. Quer somente encerrar a greve quando de fato houver uma proposta concreta por parte do governo”, disse Ana Cristina. 

Na manhã de hoje, Ana Cristina chamou os professores para um movimento na sede da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), na Avenida André Araújo.

Foto: Agência Brasil

*A crítica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Grávida, cantora gospel Camila Campos conta que câncer de mama se espalhou para os ossos

A cantora gospel Camila Campos, casada com o ex-jogador...

Aumento no preço da gasolina em Manaus vira alvo de investigação do MPAM

O recente aumento no preço da gasolina em Manaus motivou o...

Paris 2024: Tropa de elite que protegerá atletas de Israel durante os Jogos tem policial ‘Robocop’

Um esquadrão antiterrorismo de elite da França foi deslocado...