Coreia do Norte diz ter testado novo míssil com combustível sólido

Publicado em

Coreia do Norte realizou o primeiro teste com um novo tipo de míssil balístico intercontinental, o Hwasong-18, que utiliza combustível sólido, afirmaram as autoridades do país na sexta-feira (14), horário local.

O projétil foi disparado na manhã de quinta-feira (13) em direção à costa leste da península coreana e caiu no mar. O presidente norte-coreano, Kim Jong-un, supervisionou o teste e ficou satisfeito com o resultado, de acordo com a KCNA, agência de notícias do país.

“O teste provou a eficiência militar do novo míssil balístico intercontinental como uma capacidade de ataque estratégico”, disse a KCNA.

Mísseis que utilizam combustível sólido podem ser significamente mais rápidos de preparar para disparos do que os que utilizam combustível líquido. Assim, segundo as autoridades, o aparato melhorará a dissuasão estratégica e a prontidão de contra-ataque nuclear da Coreia do Norte.

“Através do lançamento de teste, todas as essências do novo sistema de armas estratégicas foram atingidas com precisão nos requisitos de design, e pudemos ter confiança e garantia de que o novo míssil balístico intercontinental seria um poderoso meio estratégico ofensivo com maior eficácia militar”, relatou o governo.

Japão em alerta

As autoridades do Japão chegaram a emitir um alerta pedindo para que os moradores de Hokkaido, principal ilha do país, buscassem abrigo, pois o míssil poderia cair na região. As aeronaves que voavam no espaço aéreo japonês também foram avisadas para procederem com cautela.

O lançamento ocorreu dois dias depois que a mídia estatal norte-coreana KCNA informou que o líder Kim Jong-un pediu o fortalecimento da dissuasão de guerra do país de uma maneira “mais prática e ofensiva” para conter o que chamou de movimentos de agressão dos Estados Unidos.

A Coreia do Norte criticou a recente série de exercícios militares conjuntos dos EUA e com a Coreia do Sul.

Mísseis “não operacionais”

Embora o número crescente de disparos dos norte-coreanos tenha preocupado outras potências mundiais, Documentos da Defesa dos EUA vazados na última semana revelaram que nem todos os projéteis de fato funcionam. Segundo os documentos, há evidências de que parte dos mísseis estejam não operacionais.

Washington duvida das capacidades de produção militar do regime norte-coreano. De acordo com o texto atribuído ao Pentágono, “é improvável que a Coreia do 

*g1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Na Celac, Lula cita ‘carnificina’ e propõe moção pelo fim do ‘genocídio’ em Gaza

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) propôs nesta sexta-feira...

Soroterapia vira hit nas redes com promessas milagrosas, mas médicos alertam para falta de evidências e riscos graves à saúde

Você já ouviu falar em soroterapia? A suplementação, administrada...

GP do Bahrein: Verstappen leva primeira pole da F1 2024; veja grid

Treino é treino, classificação é classificação, corrida é corrida....

Homem é preso em flagrante pela PF por abuso sexual infantil, no Pará

Um homem foi preso em flagrante pela Polícia (PF) por...