Dino diz que PF abriu inquérito para investigar a morte de Heloísa

Publicado em

O ministro de Justiça e Segurança Pública (MJSP), Flávio Dino, se manifestou nas redes sociais após a morte da menina Heloísa dos Santos Silva, 3 anos, neste sábado (16/9). Ela havia sido baleada na coluna e na cabeça durante uma ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, no começo deste mês.

Ele adiantou que a Polícia Federal (PF) elaborou um inquérito policial, que será encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF) e à Justiça.

Dino afirmou que a responsabilidade do crime está em apuração desde sexta-feira (8/9), data do crime.

A PRF também elaborou uma nota de pesar sobre o assunto, divulgada pelo ministro, na qual presta condolências e solidariedade à família da menina.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes também se manifestou sobre o assunto nas redes sociais, demonstrando indignação com a morte da menina Heloísa.

Heloísa estava em um carro de passeio com os pais, a tia e uma irmã, quando o veículo passou a ser perseguido por uma viatura da PRF. Os policiais atiraram contra o carro, e a criança foi atingida na coluna e na cabeça.

A perseguição aconteceu em uma via expressa na altura do município de Seropédica (RJ). Os policiais alegaram que o carro tinha registro de roubo, mas o pai da criança alegou que havia comprado o automóvel recentemente e não sabia da irregularidade.

Os policiais foram imediatamente afastados da PRF, e o Ministério Público do Rio de Janeiro pediu a prisão deles.

Foto: Vinícius Schmidt/Metrópoles

*Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Investigadores cercam fazenda após fugitivos de Mossoró serem vistos por moradores

Os investigadores da força-tarefa que buscam os dois fugitivos da penitenciária federal...

Número de bebês registrados sem o nome do pai chegou a 172 mil em 2023 no Brasil, o maior em 7 anos

O Brasil registrou mais de 172 mil certidões de nascimento sem...

Caixa vê cenário complexo para captação em 2025 e quer buscar novas fontes

A Caixa Econômica Federal quer liderar as discussões do...

Criminosos invadem festa, incendiam local e matam rapaz com tiro no rosto

Um homem, de 34 anos, foi morto neste sábado...