FCecon realiza treinamento sobre prevenção e tratamento de feridas na pele

Publicado em

Com o objetivo de capacitar servidores para cuidar de pacientes oncológicos com lesão por pressão – feridas na pele –, a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), realizou, nesta quinta-feira (15/07), o curso de atualização de prevenção e tratamento de lesões da pele. O treinamento ocorreu no auditório Dr. João Batista Baldino, e foi voltado para técnicos de enfermagem e enfermeiros.

A capacitação foi organizada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) e pelo Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), com palestras pela manhã e à tarde. Os assuntos foram ministrados por servidores da FCecon e convidados externos. Os profissionais trataram sobre “Fisiopatologia do processo cicatricial e tipos de lesões”, “Terapia tópica para tratamento de feridos”, “Cuidados em estomios e lesões cutâneas periestomais”, “Tratamento e prevenção de úlceras crônicas” e “Prevenção e tratamento de lesões de pele”.

Conforme a responsável pelo CCIH, enfermeira Glauciane Neves, o treinamento faz parte da programação anual de capacitação, voltada para os servidores que atuam na área de Enfermagem. Segundo ela, o objetivo é promover a prevenção e o tratamento de lesões por pressão em pacientes internados na unidade hospitalar e, assim, promover o atendimento de qualidade e humanizado.

Redução de riscos – A partir das ações voltadas para prevenção e tratamento desse tipo de lesão, destaca a enfermeira, houve redução de 18% nos três índices que são monitorados: pacientes avaliados para risco de lesão por pressão quando admitidos no 5º andar; prevalência de pacientes com lesão por pressão e incidência de lesão por pressão.

“Em relação à prevalência de pacientes com lesão por pressão, por exemplo, de janeiro a dezembro de 2020, houve uma queda de 18%. Saímos de um patamar de 43% para 25% com risco de lesão, e tivemos quatro meses – abril, agosto, novembro e dezembro – com índice de zero por cento. Isso é o resultado do trabalho realizado pelos profissionais da área de Enfermagem”, parabenizou Neves.

Atualização de protocolos – De acordo com a responsável pela Comissão de Cuidados com a Pele (CCP/FCecon), enfermeira Josina Bentes, o treinamento é uma oportunidade para atualização, por exemplo, em procedimentos para limpeza e uso de produtos utilizados no local afetado, os quais permitem uma cicatrização mais rápida. Ela destaca que o conhecimento compartilhado com as equipes de cuidados com a pele permite um atendimento de qualidade ao paciente oncológico.

“Os assuntos abordados durante o curso são debatidos entre os profissionais que atuam nos andares do hospital e, assim, é possível adotar a melhor conduta para o paciente. No caso de remanejamento de algum técnico de enfermagem ou enfermeiro, todos terão o conhecimento necessário sobre os protocolos adotados que deverão ser adotados”, finaliza Bentes.

*Com informações da Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Festa com nudez e ‘simulação de sexo’ em Campinas ameaça vereadora do PT e fustiga aliado de Tarcísio

Uma festa promovida por um movimento cultural de apoio...

Seis cachorros são resgatados dentro de caixa em bagageiro de ônibus

Seis cachorros foram resgatados dentro de uma caixa no...

Justiça acata pedido da defesa e adia julgamento sobre júri popular do Caso Bruno e Dom

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) determinou,...

Lula cobra Anac e GOL por morte de Joca em voo, e usa gravata para homenagear cachorro: ‘Tem que prestar contas’

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou nesta quarta-feira a...
%d blogueiros gostam disto: