Free Porn
xbporn

Golpe do buquê e do presente de aniversário: veja como se proteger

Publicado em

É difícil imaginar que a sensação  gostosa que uma mulher tem ao ser surpreendida com um buquê de flores em casa no dia do aniversário possa se tornar um pesadelo. Esse tipo de “presente” passou a ser utilizado como uma das artimanhas de criminosos para aplicar golpes e extorquir vítimas.

Nesta semana, três suspeitos acusados de aplicar o golpe com o uso de buquês de flores foram presos em São Paulo. Uma das vítimas chegou a perder R$ 20 mil. Trata-se de mais uma quadrilha a se valer dessa estratégia, que se expandiu nos últimos anos. Além de buquês, os golpes envolvem outros falsos presentes, como chocolates e roupas.

Ao chegarem com a falsa entrega, os criminosos usam maquininhas com o visor danificado ou alterado para que as vítimas não percebam o real valor da transação. Ou então pedem para fazer uma foto da pessoa com o presente para mandá-la para o responsável por enviar o mimo. Na verdade, porém, os bandidos usam aplicativos de banco para captar a imagem e burlar o reconhecimento facial exigido para procedimentos pelo celular, como a abertura de contas. Assim, conseguem até realizar financiamentos em nome das vítimas.

Segundo o delegado titular da 2ª Delegacia de Investigações sobre Estelionato, Luiz Alberto Guerra, ações como a da quadrilha que entregava buquês em São Paulo “beiram a simplicidade” e fazem com que as vítimas nem desconfiem de que estão sendo roubadas. Ele ressalta que esse e outros diversos tipos de golpe ocorrem, principalmente, após a captação de dados pessoais das vítimas de forma ilegal. Em alguns casos, cadastros são comprados ilegalmente pelos criminosos. Em outros, as vítimas ajudam fornecendo dados pessoais.

Veja alguns cuidados:

• Não forneça dados pessoais a fontes desconhecidas — é o caso de links não confiáveis. O delegado Guerra chama atenção para a prática do shipping, que ocorre quando a pessoa recebe um link fraudulento de uma promoção via SMS, por exemplo, e coloca todos os dados, que acabam sob a posse dos criminosos.

• Evite expor informações pessoais nas redes sociais de modo que possam ser acessadas por criminosos em pesquisas simples.

• Desconfie do recebimento de surpresas. Procure informações sobre a empresa em perfis oficiais e confirme a entrega com elas.

• Taxas de entrega são normalmente cobradas do remetente, e não do receptor. Caso seja realmente necessário pagar algum valor, dê preferência a pagamento em dinheiro ou com Pix. Não ponha sua senha em maquininhas com visor danificado e não permita ao entregador ver a senha ao digitá-la.

• Não permita a realização de fotos na entrega.

Vítima que perdeu R$ 20 mil

No caso da mulher que perdeu R$ 20 mil ao cair na ação criminosa, os envolvidos tinham informações sobre o aniversário dela e ligaram para dizer que alguém tinha comprado o buquê de aniversário, mas que seria necessário o pagamento da taxa de entrega, no valor de R$ 5,99.

“Ela atendeu o entregador e deu o valor da taxa em dinheiro, mas ele não aceitou e disse que todo pagamento devia ser por cartão, que era padrão da empresa. Ele pegou a maquininha para ela passar a primeira vez e disse que não havia aceitado. Usou então outra máquina de cartão. Nessa segunda tentativa, deu tudo certo, passou certinho o valor de R$ 5,99. Só mais tarde a vítima viu uma notificação de que tinha passado R$ 20 mil no cartão dela, provavelmente na primeira tentativa”, conta.

A vítima denunciou o caso à polícia, que armou uma emboscada, já que o marido da vítima, que tem data de aniversário próxima à dela, também recebeu uma ligação com informações sobre o recebimento de um presente. Assim, os criminosos foram presos em flagrante. A investigação continua, uma vez que os suspeitos afirmam que 30% dos ganhos com o crime iam para fornecedores de informações sobre as vítimas.

Quem ganha presente precisa pagar o frete?

Geralmente, quem recebe o presente de aniversário não precisa pagar o frete, porque, tecnicamente, deveria estar tudo incluso. Após a prisão da quadrilha que aplicava o golpe do buquê, esse aspecto gerou muitos comentários nas redes sociais. 

“Se a pessoa me enviou um presente e não pagou a taxa, eu sinto muito, não pago de jeito nenhum”, comentou Sara Simões. Já para a vendedora Marta Ferraz, saber que vai receber o presente mediante uma taxa com um valor baixo é bastante atrativo. “Eu acho que é tão na inocência que a gente nem percebe.”

Para o delegado Guerra, esse fator é um ponto a respeito do qual a pessoa precisa se questionar. “Se precisar pagar, dê o valor em dinheiro, evite usar o cartão, esse meio é muito utilizado para golpes”, afirma.

O especialista ainda ressaltou que, de tudo o que poderia aconselhar às pessoas para que evitem cair em golpes, o principal é que tenham mais atenção no fornecimento de dados.

*R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Aumento no preço da gasolina em Manaus vira alvo de investigação do MPAM

O recente aumento no preço da gasolina em Manaus motivou o...

Paris 2024: Tropa de elite que protegerá atletas de Israel durante os Jogos tem policial ‘Robocop’

Um esquadrão antiterrorismo de elite da França foi deslocado...

Doença de Newcastle gera medo e altera rotina em Anta Gorda

A descoberta de um foco da Doença de Newcastle em uma...