Incêndio florestal de larga escala atinge novamente o Canadá

Publicado em

Um grande incêndio florestal que atinge o estado da Columbia Britânica, no Canadá, está fazendo com que milhares de habitantes da região deixem suas casas para evitar desastres maiores.

Enquanto os bombeiros controlam o avanço das chamas, autoridades tentam retirar todos os 20 mil moradores da pequena cidade de Yellowknife, no norte.

Cerca de 10 aviões transportarão moradores para fora da cidade. Segundo líderes locais, cerca de 22 voos serão realizados nesta sexta-feira (18).

“Estamos entrando em alguns dias críticos no gerenciamento deste incêndio”, disse Mike Westwick, oficial de informações sobre incêndios de Yellowknife, a repórteres na quinta-feira.

Carros formam filas para deixar cidades ao noroeste do Canadá em 17 de agosto de 2023 — Foto: Jeff McIntosh/The Canadian Press via AP

Carros formam filas para deixar cidades ao noroeste do Canadá em 17 de agosto de 2023 — Foto: Jeff McIntosh/The Canadian Press via AP

À medida que o esforço para deixar Yellowknife progride, o foco está mudando para outras cidades na Columbia Britânica que podem ser afetadas pelos incêndios.

Kelowna, uma cidade próxima a Vancouver, inclusive declarou estado de emergência nesta sexta-feira.

Milhares estão sob aviso para deixar a região a qualquer momento sob pedido do governo. O comunicado divulgado pela cidade de Kelowna diz ainda que os moradores devem se preparar para passar um longo período longe de suas casas.

O princípio dos incêndios foi descoberto nesta terça-feira.

Fumaça gerada por incêndios florestais no Canadá são vistos do alto no noroeste do Canadá em 17 de agosto de 2023 — Foto: Jeff McIntosh/The Canadian Press via AP

Fumaça gerada por incêndios florestais no Canadá são vistos do alto no noroeste do Canadá em 17 de agosto de 2023 — Foto: Jeff McIntosh/The Canadian Press via AP

Especialistas dizem que a mudança climática exacerbou o problema dos incêndios florestais. A seca tem contribuído para o número e a intensidade dos incêndios deste ano, dizem as autoridades, com as altas temperaturas agravando a situação.

“As temperaturas quentes e secas, misturadas com a previsão de raios secos (quando não vêm acompanhados de chuva), aumentaram o risco de incêndios florestais em grande parte da Colúmbia Britânica”, disse o ministro provincial de Gerenciamento de Emergências, Bowinn Ma, em entrevista coletiva na quinta-feira.

Em junho deste ano, 2,3 mil incêndios florestais atingiram mais de 38 mil km² no país, se tornando um dos maiores da história.

A fumaça gerada pelo fogo nas florestas pôde ser vista na cidade de Nova York.

*g1 / Foto: Jeff McIntosh/The Canadian Press via AP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Mais de 50 mortos por inundações no oeste do Afeganistão

Inundações repentinas no oeste do Afeganistão mataram pelo menos 50 pessoas nas...

Operações policiais matam 17 pessoas por dia no Brasil, mostra Mapa da Segurança Pública

Operações policiais realizadas no Brasil ao longo do ano passado...

Lista de prioridades para receber a restituição do IR 2024 muda após cheias no RS

O primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2024 começa...
%d blogueiros gostam disto: