Mulher é presa por racismo durante filme sobre Bob Marley em Balneário Camboriú: ‘Quanto preto no cinema’

Publicado em

Uma mulher foi presa em flagrante após ser acusada de racismo, durante uma exibição do filme “One Love”, uma biografia do artista Bob Marley, em uma sala de cinema, em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, na última quarta-feira. A mulher foi denunciada por um outro cliente, que estava sentado na poltrona ao lado dela.

O caso aconteceu no cinema do Balneário Shopping, um dos dois centros comerciais da cidade. Segundo a vítima, ele e uma amiga chegaram à sala e se sentaram. Ao lado dele, estava um casal, uma das pessoas sendo a mulher que foi presa. O denunciante conta que assim que se instalaram em suas poltronas, a mulher teria olhado para eles e começado a tecer comentários racistas.

— Ontem, fui pro cinema, eu e minha amiga. A gente entrou, se sentou e do nada um casal que estava sentado do nosso lado esquerdo começou a me olhar diferente. Ela me olhou diferente. Daqui a pouco ela falou: ‘Olha só! Nossa, que engraçado, né. Antes não tinha preto no cinema, hoje tem tantos pretos’ — contou o homem responsável pela denúncia, em vídeo.

A vítima conta que ele e a amiga questinaram a procedência do comentário, mas a mulher continuou.

— Eu perguntei: ‘É sério isso que você tá falando?’. Minha amiga se levantou e também questionou a mesma coisa. E ela disse: ‘Antigamente não tinha preto no cinema, hoje tem’. E eu falei: ‘Então, você está me dizendo que no cinema não podem pessoas negras? É isso?’. No fim, ela disse: ‘Entenda como você quiser’ — relatou.

O homem afirma que realizou uma denúncia e chamou a Polícia Militar, que prendeu a mulher em flagrante e a encaminhou para a delegacia. Segundo a vítima, ele foi orientado pela Polícia Civil e a mulher foi presa.

Em nota, a Polícia Militar confirmou o relato da vítima e que a mulher acusada de racismo admitiu ter feito o comentário dentro da sala de cinema. Ela afirmou que “sua intenção não foi ofender ninguém e que se desculpou”, escreveu a PM. A organização afirma que diante dos fatos, foi dada voz de prisão à autora e “foram conduzidas as partes à delegacia de Polícia Civil para os procedimentos cabíveis”.

Leia a nota da PM na íntegra:

“A guarnição foi acionada, via central de emergência, para atendimento de ocorrência de injúria racial, no cinema do Balneário Shopping. Chegando ao local, feito contato com a vítima (homem) , este relatou que entrou e sentou na sala de cinema com sua amiga, e que ficaram uns 10 minutos em silêncio quando uma mulher morena olhou e direcionou a fala “engraçado que antigamente não tinha tanta gente preta no cinema”. Que foi questionado a mulher “como assim”, e ela respondeu “gente preta” olhando e apontando para sua pessoa. Que então se sentiu ofendido com a situação e acionou os seguranças do shopping e a guarnição da polícia militar.

Que a senhora autora dos fatos então relatou que fez um comentário dentro da sala do cinema, pois estava vendo um filme do Bob Marley, e comentou como havia bastante gente preta dentro do cinema. Que sua intenção não foi ofender ninguém e que se desculpou com o ofendido.

Diante dos fatos, a guarnição deu voz de prisão à autora e foram conduzidas as partes à delegacia de polícia civil para os procedimentos cabíveis”.

Fonte: O Globo/Foto: Reproduçã/Redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Brasileiro líder do PCC é preso em casa de luxo no Paraguai

Três brasileiros foram presos em uma mansão em Pedro...

AM é um dos 8 estados do país onde abastecer com etanol compensa mais que gasolina

O Amazonas é um dos 8 estados do país...

Governo lança nesta segunda (22) programa para destravar crédito para autônomos e empreendedores

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participa,...
%d blogueiros gostam disto: