Navio carregado com milho do Brasil a caminho do Irã é alvo de ataque no Mar Vermelho

Publicado em

Em um evento que marca uma escalada nas tensões marítimas no Mar Vermelho, o grupo Houthi do Iêmen mirou um navio de carga, o Star Iris, que estava transportando milho do Brasil para o Irã.

O ataque é parte de uma série de ações dos Houthi contra o transporte marítimo internacional, em solidariedade aos terroristas do Hamas devido ao conflito em Gaza com Israel.

O navio Star Iris, sob bandeira das Ilhas Marshall e de propriedade grega, segundo analistas de navegação, não foi atingido, conforme indicou um oficial de defesa dos EUA. Informações preliminares sugeriram possíveis danos, mas confirmou-se que não houve vítimas. Este incidente parece ser o primeiro em que os Houthi visam especificamente uma embarcação a caminho do Irã desde o início de seus ataques a navios internacionais.

A embarcação, gerenciada pela empresa Star Bulk Carriers, sediada em Atenas e listada na NASDAQ dos EUA, é um grande transportador de tipo panamax. O ataque ocorreu enquanto o navio navegava pelo Estreito de Bab al-Mandab, com relatos de danos no lado de estibordo após a detecção de um projétil nas proximidades, a 23 milhas náuticas a nordeste de Djibouti e 40 milhas náuticas a sudoeste do porto de Mokha, no Mar Vermelho.

A ação dos Houthi contra o Star Iris foi interpretada por um oficial de segurança regional como uma demonstração de que o Irã não controla os Houthi, que agiriam de forma independente, mesmo tendo notificado Teerã com antecedência sobre o ataque. Este evento sublinha a complexidade das dinâmicas regionais e o impacto das tensões geopolíticas no comércio marítimo internacional.

Além disso, a frequência de ataques no Mar Vermelho tem levado várias empresas a suspender viagens por esta rota, optando por trajetos mais longos e custosos ao redor da África, impactando significativamente no comércio global. A segurança marítima na região permanece uma preocupação crítica, com operações retaliatórias por parte de forças dos EUA e britânicas visando posições dos Houthi no Iêmen.

Este incidente ressalta a importância estratégica do Mar Vermelho como rota comercial e os desafios enfrentados pelo comércio internacional em meio a conflitos regionais. A situação continua a desenvolver-se, com a comunidade internacional atenta às implicações para a segurança e o comércio marítimo.

Com informações de Reuters

*Fonte:Revista Sociedade Militar / Foto: Reprodução Houthi Media Center

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

AGU também quer anular lei do AM que proíbe crianças na Parada LGBT+

MANAUS – A AGU (Advocacia-Geral da União) pediu ao...

PF deflagra operação em Manaus contra fraude no INSS com uso de laudos médicos falsos

MANAUS – A Polícia Federal deflagrou na manhã desta...

STF derruba mudanças nos critérios de sobras eleitorais; decisão não atinge mandatos atuais

Por 7 votos a 4, o STF (Supremo Tribunal...