Servidora nega favorecimento à Precisa

Publicado em

Antes de uma rápida suspensão da CPI da Pandemia nesta terça-feira (06/07), Regina Célia garantiu, em resposta ao relator, que não favoreceu de nenhuma maneira a Precisa Medicamentos e que nunca recebeu ofertas de vantagens. A servidora negou que houvesse alguma situação incomum na execução de contratos de produtos relacionados à pandemia. Ela também afirmou que a empresa não influenciou na escolha dela como fiscal do contrato e nunca a orientou sobre como proceder. 

*Agência Senado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Motorista de Porsche envolvido em acidente fatal deve continuar preso, reitera Ministério Público

O Ministério Público de São Paulo voltou a se...

Jovem é atacada com ácido na volta da academia no Paraná e fica em estado grave

Isabelly Aparecida Ferreira Moro, de 23 anos, ficou em...

Banco Central testa sistema de contratos para moeda virtual Drex

O projeto-piloto do Drex, moeda virtual do Banco Central...

Lula sanciona lei que desonera atividades do setor de eventos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou sem...
%d blogueiros gostam disto: