Vacinação com Butanvac pode começar ainda neste ano, diz Dimas Covas

Publicado em

O Instituto Butantan planeja o início da vacinação contra a covid-19 com a Butanvac ainda para este ano. Em entrevista à Rádio Eldorado nesta sexta-feira (16), o diretor da instituição, Dimas Covas, afirmou ainda que a previsão é que o pedido de uso emergencial seja enviado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em outubro. “Esperamos que a Anvisa seja rápida nessa análise”, destacou Covas. “É possível que tenhamos ainda neste ano a utilização desta vacina.”

A Butanvac é uma das novas candidatas à vacina contra o coronavírus que poderão ser fabricadas com insumos nacionais, com um custo mais baixo de produção em comparação às aplicadas hoje no País. O Butantan tem 10 milhões de doses prontas em estoque.

Como noticiou o Estadão, o instituto deve pedir o uso emergencial do imunizante sem os resultados clássicos de eficácia – obtidos na fase 3 da pesquisa, com base em dados de infecções e hospitalizações de participantes do estudo. O formato alternativo de testes, porém, ainda não tem consenso entre os cientistas.

Na atual etapa de testes, iniciada neste mês, os voluntários estão divididos em quatro grupos. O grupo 1 será vacinado com um micrograma; três microgramas serão aplicados no grupo 2. Já o grupo 3 vai receber 10 microgramas. O quarto grupo é vacinado com placebo.

Os voluntários não ficam sabendo em que grupo estão. A partir daí, passam a ser avaliadas a segurança da vacina e qual a dosagem do imunizante será incorporada à vacina definitiva. Nas etapas seguintes, a Butanvac será avaliada em relação à resposta imune que produz.

Após se obter, na fase A, definição da dose adequada, passam a ser vacinados 5 mil voluntários na fase B. Essa segunda fase vai ocorrer em Ribeirão Preto, no interior paulista, e em São Paulo, selecionando pessoas entre as mais de 90 mil que se inscreveram para participar. A segunda fase será um estudo cego envolvendo pessoas que já receberam outras vacinas, pessoas que já foram contaminadas e pessoas não vacinadas.

Se a exigência da fase 3 for mantida pela Anvisa, é possível que os estudos demorem mais do que gostaria o Butantan. Inicialmente, em março, o governo João Doria (PSDB) previa iniciar a aplicação da Butanvac em julho – prazo já considerado muito curto pelos cientistas, e que não se cumpriu.

Outros institutos brasileiros que desenvolvem vacinas próprias – como a Universidade Federal de Minas (UFMG) – preveem concluir os testes dos imunizantes na metade de 2022.

Fonte: Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Mulher morre atropelada enquanto praticava esporte na rodovia AM-070

Uma mulher, de 40 anos, morreu após ser atropelada...

Polícia Militar embarca mais de 500 agentes para reforçar segurança em Parintins durante festival

Mais de 500 policiais militares embarcaram, na manhã desta...

Inscrições para concurso do Ministério da Pesca começam nesta segunda-feira

As inscrições para o concurso público do Ministério da Pesca e Aquicultura começam...
%d blogueiros gostam disto: