Corredor é morto por urso durante trilha, e província italiana ordena que animal seja abatido

Publicado em

O corredor de trilhas Andrea Papi, de 26 anos, foi morto por um urso em uma montanha na comuna italiana de Trento. O caso, ocorrido na semana passada, foi o primeiro óbito deste tipo no país e chocou moradores da região.

Após a confirmação de que a morte do atleta havia sido pelo ataque do animal, o presidente da Província Autônoma de Trento, Maurizio Fugatti, emitiu um ofício em que determina a morte imediata do urso, sob alegação de que ele é “perigoso para a segurança pública”.

Também há uma ordem para eliminar outros três ursos considerados problemáticos, sendo que um deles havia atacado outra pessoa no dia 19 de março.

Guardas florestais já estão orientados a capturar ursos suspeitos. Quando isso ocorrer, testes de DNA serão conduzidos para confirmar ou descartar a relação com o ataque.

Em entrevista ao jornal Corriere della Sera, a namorada da vítima, Alessia Gregori, contou que os dois tinham um compromisso naquela noite, mas que o jovem saiu para fazer uma trilha na montanha, próxima à cidade de Caldes, por volta das 16h.

Foi então que ela ligou para o resgate para comunicar o desaparecimento.

“Depois de muitas horas de busca, os policiais vieram até a minha casa e nos deram a notícia”, disse.

A perícia mostrou ferimentos nos braços, estômago, cabeça e na garganta de Andrea. Policiais encontraram indícios – um pedaço de madeira com sangue – de que o jovem teria tentado lutar contra o animal. 

A morte de Andrea causou revolta entre moradores de Treto, que acusam a província de ter executado um projeto de reintrodução dos ursos nas florestas sem consultar a população.

A família do corredor vai entrar com um processo contra o estado.

Paralelamente, o ofício assinado por Fugatti prevê ainda a redução da população de ursos nas montanhas – de cerca de 100 atualmente para 50.

“O projeto Life Ursus, no início, previa um número máximo de 50  ursos na área. Hoje existem 100 e, além disso, todos concentrados no Trentino ocidental, é claro que os ursos estão em excesso e que é preciso trazê-los de volta às previsões originais do projeto em pouco tempo”, afirmou o presidente da província ao jornal Il Nuovo Trentino.

*R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Céline Dion desabafa sobre síndrome em novo doc: “Tem sido uma luta”

Céline Dion apareceu publicamente na estreia do seu documentário I...

TJAM rejeita ação e mantém leis que proíbem sacola plástica no Amazonas

Os desembargadores do TJAM (Tribunal de Justiça do Amazonas)...

‘Prédio do Neymar’ em SC ganha mais 13 metros com pináculos e volta a ser o mais alto do país, aponta lista

Um prédio residencial de 81 andares em Balneário Camboriú, no...

PL fica com R$ 886,8 milhões e PT com R$ 619,8 milhões do Fundo Eleitoral

 O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgou os valores do...
%d blogueiros gostam disto: