Governo quer política de flexibilização de trabalho permanente, confirma Guedes

Publicado em

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta quinta-feira, 1º de julho, que o governo pretende tornar permanente a política de flexibilização de trabalho, com a criação do chamado “seguro emprego”. “Nas próximas semanas, vamos anunciar medidas importantes que podem criar até 2 milhões de novos empregos, na faixa mais vulnerável da população, que são os jovens de 18 a 29 anos que estão sem trabalho e sem oportunidade de estudo. É onde o desemprego incide com maior força”, afirmou, em relação aos benefício de inclusão e de capacitação, BIP e BIQ.

De acordo com o ministério, 3,485 milhões de trabalhadores seguiam com garantia provisória de emprego em maio graças às adesões em 2020 ou 2021 ao Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (Bem).

Para cada mês de suspensão ou redução de jornada no ano passado, o trabalhador tem o mesmo período de proteção à sua vaga.

O programa foi relançado em abril pelo governo por mais quatro meses neste ano.

O mercado de trabalho formal brasileiro registrou um saldo positivo de 280.666 carteiras assinadas em maio, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)

No acumulado dos cinco primeiros meses de 2021, ao saldo do Caged é positivo em 1,233 milhão vagas.

Fonte: Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Mais de 50 mortos por inundações no oeste do Afeganistão

Inundações repentinas no oeste do Afeganistão mataram pelo menos 50 pessoas nas...

Operações policiais matam 17 pessoas por dia no Brasil, mostra Mapa da Segurança Pública

Operações policiais realizadas no Brasil ao longo do ano passado...

Lista de prioridades para receber a restituição do IR 2024 muda após cheias no RS

O primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2024 começa...

Estudo do governo de 2015 previa aumento de 15% nas chuvas e inundações no Sul

Um estudo encomendado pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff...
%d blogueiros gostam disto: