Thiago Wild vacila contra Nishioka, cansa, leva virada e é eliminado de Roland Garros

Publicado em

Chegou ao fim a grande campanha do paranaense Thiago Wild em Roland Garros. O brasileiro, que veio do qualifying, foi eliminado na terceira rodada do Aberto da França, neste sábado, diante do japonês Yoshihito Nishioka, 33º colocado.

O atual 172 do mundo caiu diante do 27º cabeça de chave por 3 sets a 2 com parciais de 3/6 7/6 (10/8) 2/6 6/4 6/0 após 3h38min na quadra Simonne-Mathieu, a terceira principal do Aberto da França, em Paris.

O brasileiro, que vinha de bater Daniil Medvedev, número dois do mundo, na primeira rodada, e o ex-top 20, o argentino Guido Pella, na segunda, perde a oportunidade de quebrar uma escrita de 13 anos para o tênis nacional sem jogadores na segunda semana de Grand Slams. A última foi com Thomaz Bellucci em Roland Garros em 2010. De lá para cá, Thomaz parou na terceira rodada no mesmo torneio em 2011 e no US Open de 2015.

Apesar da queda, a campanha foi sua melhor na carreira no que é apenas seu segundo Grand Slam jogado. Ele terá salto no ranking e ficará entre os 130 primeiros da ATP.
Nishioka vai encarar o croata Borna Coric, 15º favorito, ou o argentino Tomas Etcheverry nas oitavas de final.

O jogo

Thiago Wild começou com tudo, abriu uma quebra no meio da parcial e conduziu bem até fechar por 6/3 em 32 minutos.O segundo set mostrou um Nishioka mais firme nas trocas e mais equilíbrio. Só que Wild conseguiu a quebra e abriu 4 a 3, mas não sustentou.

Depois nova quebra no 11º game com colaboração do rival que invadiu o outro lado da quadra reclamando da arbitragem. Acabou levando um point penalty que custou a quebra para o brasileiro. Thiago não aproveitou novamente. O set foi ao tie-break. Thiago abriu 5 a 1 e teve três set-points com 6 a 3, mas desperdiçou e Nishioka fechou por 7/6 (10/8) após 1h06min.

Na terceira etapa o brasileiro começou errático, mas salvou break-point com ace e ganhou confiança. Conseguiu a quebra a seguir, abriu 3 a 0, sustentou e fechou com nova quebra em uma passada na cruzada por 6/2.

No quarto set o brasileiro levou uma quebra cedo em game de 40 a 0 e o físico pesou. Ele apressava os pontos e o rival aproveitava. Nishioka manteve a quebra até o fim e fechou por 6/4.

No quinto set o brasileiro morreu em quadra, fez saque e voleio com constância, errou demais e Nishioka quebrou três vezes para fechar por 6/0 com um pneu. O primeiro game foi decisivo com o brasileiro livrando um 0/40, mais um break, mas sendo quebrado após muita disputa. 

*R7

*Foto: CAROLINE BLUMBERG/EFE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Passagem de meteoro clareia céu e “noite vira dia” no Nordeste; veja vídeo

O céu nordestino foi iluminado por um meteoro, no...

Deputado federal denuncia uso de “emendas Pix” para compra de apoio parlamentar

Durante uma entrevista recente, o deputado federal Coronel Meira...

Herdeiro bilionário indiano se casa em cerimônia luxuosa e repleta de estrelas

Após sete meses de extravagantes celebrações pré-casamento, Anant Ambani, filho...

Ministra francesa toma banho no rio Sena a duas semanas dos Jogos

A ministra francesa do Esporte, Amélie Oudéa-Castéra, tomou banho no...
%d blogueiros gostam disto: