Free Porn
xbporn

Antes de massacre, psicóloga deu atestado de 15 dias a policial que matou colegas

Publicado em

O inspetor da Polícia Civil Antonio Alves Dourado, de 44 anos, que matou a tiros quatro colegas de trabalho, recebeu um atestado de 15 dias de descanso por problemas psicológicos em 11 de maio deste ano, apenas três dias antes dele entrar na delegacia de Camocim (CE) e matar três escrivães e um inspetor.

Em um documento escrito a mão e anexado pela defesa no auto de prisão, a psicóloga Aline Spindola Cavalcante, da Multiclínica Camocim, escreveu que Dourado apresentava sintomas como insônia, desânimo, dificuldade de concentração e instabilidade emocional.

“Necessitando de 15 dias de descanso. Necessitando de afastamento dos serviços laborais por 15 dias iniciando hoje”, escreveu a psicóloga.

Em outro laudo, de 4 de junho do ano passado, a psicóloga Cicera Eliene Monçao de Araujo relatou que não houve contribuição suficiente por parte de Dourado no tratamento.

“Recomenda-se que possa haver amparo jurídico necessário, no intuito de solucionar e preservar a integridade física e psicológica do envolvido”, escreveu a psicóloga no texto do relatório.

Foto: Reprodução

*Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Assine Grátis!

spot_imgspot_img

Popular

Relacionandos
Artigos

Aumento no preço da gasolina em Manaus vira alvo de investigação do MPAM

O recente aumento no preço da gasolina em Manaus motivou o...

Paris 2024: Tropa de elite que protegerá atletas de Israel durante os Jogos tem policial ‘Robocop’

Um esquadrão antiterrorismo de elite da França foi deslocado...

Doença de Newcastle gera medo e altera rotina em Anta Gorda

A descoberta de um foco da Doença de Newcastle em uma...